Programa de Mentoria Retenção de Clientes Vendas

2 TIPOS DE EMPREENDEDORES – EM QUAL GRUPO VOCÊ ESTÁ?

Você está gastando certo seu orçamento com marketing? Melhor você parar e analisar melhor depois de ver esse artigo!

A Luta dos empreendedores é, entre muitas, vender bastante. Para isso, os empreendedores precisam de: CLIENTES.

Aí começa o martírio, pois conseguir clientes é complexo e custoso e aí que os empreendedores se dividem pois existem aqueles que sempre buscam clientes novos para vender mais e aqueles que focam principalmente em vender mais para quem já é seu cliente!

Em qual Grupo você está?

Logicamente, conseguir clientes novos é necessário, mas não pode ser somente esse o foco do seu orçamento com marketing e publicidade. E vamos te dizer por que.

O Orçamento de Marketing de um estabelecimento deve ser bem empregado, pois como diz o ditado “dinheiro não aceita desaforo!”. 

Com isso em mente, o empreendedor deve analisar onde será gasto a sua venda de marketing em uma ordem de prioridade baseada em eficiência e NÃO em número de novos clientes!

Números comprovam que focar em sua base de clientes é mais eficiente do que sempre buscar novos clientes, isso baseado em uma teoria chamada “TEORIA DO BALDE FURADO”.

Imagine que um todo negócio é um Balde e os clientes desse negócio o mantem cheio. O Problema é que o Balde tem furos e por este motivo o esforço para o manter cheio é gigante!

Dessa forma, o negócio gasta uma ENORMIDADE em publicidade e propaganda com o intuito de trazer NOVOS clientes sempre!

Mas atrair novos clientes é muito custoso pois exige muito esforço, criatividade e dinheiro, consumindo e muito a energia do empreendedor e o seu orçamento de marketing.

E além de muito custoso, essa estratégia não é muito eficiente pois  cerca de 50% dos clientes NÃO voltam após a primeira compra!

Agora, se o empreendedor focar em “TAMPAR” os buracos do Balde, os clientes não escorrem pelo buraco mantendo o BALDE CHEIO, ou seja, o grupo de empreendedores que focam em RETER clientes mantem o balde cheio mais facilmente diminuindo o CUSTO e ENERGIA e tendo um resultado muito melhor que os empreendedores do outro grupo.

Isso se dá baseado na “Teoria de Pareto”, onde 20% dos clientes mais fiéis geram até 80% da receita do negócio, ou seja, além de menos custoso gera muito, mas muito mais resultados!

Os clientes retidos (fiéis/20%) geram, ainda, 72% de todas as visitas do negócio!!

MAS PORQUE?

O raciocínio é SIMPLES, o cliente novo muitas vezes compra somente pela comodidade, preço baixo ou promoção e como não conhecem o seu negócio, a possibilidade de concretizar uma compra é de 5 a 20% somente e mesmo que tenham uma boa experiência com o seu negócio 50 a 60% desses novos clientes não voltam.

Já os clientes retidos, ou seja, FIDELIZADOS já conhecem e gostam do seu negócio e são menos suscetíveis a trocar seu estabelecimento por um concorrente. E mais, pelo mesmo motivo eles compram mais (os números dizem que 60 a 70% concretizam a compra) e por voltarem muito mais vezes gastam ao menos 10 VEZES mais que cliente novos!

PERDA DE CLIENTES

Conquistar novos clientes é mais custoso e menos eficiente do que reter, ok, mas a situação piora se lembrarmos que 20% da base de clientes é perdida de forma natural no decorrer de um ano!

AGORA O NOSSO JABÁ

Assim, a VIRTUS como já tem uma base de 1.900.000 membros entra para ajudar o parceiro na conquista de novos clientes com um custo infinitamente MENOR, pois a VIRTUS quer estabelecimentos que tratem os membros com honestidade, qualidade e respeito e  por esse motivo realiza o Programa VIRTUS|Partners para selecionar somente estabelecimentos que tenham conhecimento sobre esse tema e tenham o perfil que os membros VIRTUS desejam. 

O Programa além de capacitar o empreendedor para alcançar o SUCESSO DO CONSUMIDOR e INDICAR CLIENTES, ajudará, também, na RETENÇÃO DE CLIENTES para o aumento dos resultados!

Paulo Carpegiani

Paulo Carpegiani é advogado e empreendedor. Formado em Direito, iniciou sua caminhada empreendedora em 1999, criando empresas na área de energia elétrica (Consultoria, Comercialização e Geração) e gestão do conhecimento. Atuou, também como advogado focado em relações de consumo, direito de energia elétrica e direito empresarial. Foi professor universitário nos cursos de Direito e Administração de Empresas.

Tendo em vista as necessidades de conhecimento na área de gestão realizou diversos cursos na área de gestão de empresas, empreendedorismo, mas o maior conhecimento foi adquirido na prática, ou seja, no dia a dia empreendedor, onde nem tudo foram flores, mas que proporcionou um crescimento pessoal e prático muito grande.

Assim, segue um resumo de sua qualificação: Advogado em Direito Empresarial e Energia com conhecimentos em Gestão do Conhecimento e Gestão Empresarial, Empreendedor na área de energia elétrica, gestão do conhecimento, loyalty e sistemas colaborativos, MBA - Direito Empresarial FGV, Curso de Gestão Empresarial, realizou o Seminário Empretec Sebrae (Empreendedorismo), Especialista em Direito Econômico, Especialista em Relações de Consumo e detém amplo conhecimento em Tecnologia, Direito Internacional, Gestão do Conhecimento, Loyalty, Energia e Pesquisa.

Adicionar Comentário

Clique Aqui Para Comentar